Animismo

 

Animismo

 

As forças da natureza, como o sol, a chuva, o trovão, o relâmpago e etc, sempre exerceram um grande fascínio sobre o homem, principalmente no primitivo, que por não os compreender, passou a acreditar que eram deuses, e que eles podiam intervir na vida dos homens, conseqüentemente, deveriam ser venerados e cultuados, como forma de atrair-lhes a proteção. Este é o fundamento do animismo, que pode ser considerada como a primeira manifestação religiosa do ser humano. 

Inicialmente denominado de fetichismo, pela sua ligação com rituais de feitiçaria, apenas na segunda metade do século XIX é que foi reconhecido como animismo, através do etnólogo e antropólogo inglês Sir Edward Burnett Tylor, que estudou e desenvolveu a teoria sobre o animismo, em sua obra Primitive Culture (1871; A cultura primitiva), onde definiu de forma técnica esta manifestação religiosa. Segundo Tylor o animismo é o primeiro estágio da evolução do pensamento religioso, que evolui para o politeísmo e posteriormente amadurece ao chegar ao monoteísmo.Tylor afirma que devido à experiência do adormecimento, das doenças, da morte e principalmente dos sonhos é que o homem primitivo desenvolveu a crença na existência da alma, e que a mesma podia atuar com independência e sobreviver após a morte. Mais tarde por analogia também foi atribuída a existência da alma em animais e plantas.

Mais tarde as teorias de Tylor foram contestadas, visto que foram identificas tribos que eram politeístas, ou que adoravam um ser supremo, sem nunca terem sido animistas. O que não invalida a contribuição da teoria de Tylor, que muito ajudou na compreensão das primeiras formas de religiosidade da humanidade.

Debates e discordâncias à parte, podemos estabelecer alguns pontos em comum entre as manifestações animistas:

·        Idéia da existência da alma imortal em homens, animais e plantas;

·        As divindades são imortalizadas em lendas e estão ligadas aos elementos da natureza (ar, água, fogo, terra);

·        A presença de homens santos ou de mulheres santas em cerimônias, os curandeiros, as visões, os transes, a feitiçaria;

·        O culto é realizado ao ar livre com a utilização dos elementos da natureza, como animais, uma pedra ou árvore;

·        No animismo a presença divina está em toda parte;

 

O animismo é sem dúvida a prova concreta de que o homem possui uma forte ligação com Deus e que mesmo sem compreendê-lo, e mesmo sem ter quem o ensine, o homem busca intuitivamente a Deus, percebendo a grandeza do universo e a grandeza do Ser que tudo criou e que de tudo cuida. 

 

 

Fontes:

 

O Animismo - ©Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações Ltda

Challaye, Félicien. As Grandes Religiões – 6ª edição. (1998) IBRASA.

http://www.revistafrater.com.br/sophia_julho